O diagnóstico precoce é crucial

A doença de Alzheimer é um processo contínuo que leva a uma alteração das funções cognitivas e comportamentais.

É essencial consultar um médico assim que os primeiros sinais aparecem, porque é um processo que começa bem antes de sintomas clínicos.

Um diagnóstico claro permitirá aos familiares e as pessoas próximas dos pacientes, compreender melhor os sintomas que ocorrem e antecipar o futuro em consulta com o paciente.

A detecção precoce da doença de Alzheimer permite uma ação mais rápida e permite economizar um tempo precioso. Um diagnóstico preciso para prevenir complicações e rápida deterioração.

  • Um diagnóstico preciso ajuda a escolher o melhor gerenciamento do paciente: todos os transtornos de demência não evoluem da mesma maneira. A coexistência de diferentes causas que podem afetar as habilidades cognitivas é frequente, um bom diagnóstico diferencial é essencial.
     
  • Prevenção geral: estimular a reserva cognitiva jogando com plasticidade cerebral, ou seja, a habilidade do cérebro para estabelecer novas conexões quando algumas foram destruídas pela doença.

    • Estimular a reserva envolve desenvolver alguma atividade física regularmente 1, lutar contra a hipertensão e a adotar uma dieta para evitar o risco de diabetes.
    • É essencial manter as atividades intelectuais2 e as interações sociais.
       
  • Prevenção secundária: proteger o paciente de complicações.

    • Quedas e operações cirúrgicas: a diminuição das reservas funcionais cerebrais devido aos efeitos do envelhecimento e do impacto de doenças, particularmente por demências, aparece quando o idoso sofre de estresse cirúrgico. A anestesia local, quando viável, reduz o risco de síndrome de confusão pós-operatória aguda ou disfunção cognitiva em 50%3. Muitos estados de demência atribuídos à cirurgia são, de fato, doenças neurodegenerativas cerebrais reveladas no momento da internação tendo evoluído gradualmente até então sem atrair a atenção da família ou dos médicos.
    • Controle da medicação: evite erros ao tomar a medicação e certifique-se de que a medicação prescrita é garantida. Muitos tratamentos médicos que os idosos usam são frequentemente associados a um risco de declínio cognitivo4.

Referências:

  1. Effects of aerobic exercise on mild cognitive impairment: a controlled trial. Arch Neurol 2010; 67: 71–9.
  2. Can Cognitive Exercise Prevent the Onset of Dementia? Systematic Review of Randomized Clinical Trials with Longitudinal Follow-up. Am J Geriatr Psychiatry 17:3, March 2009
  3. Regional versus general anaesthesia in elderly patients undergoing surgery for hip fracture: protocol for a systematic review. Yeung J, Patel V, Champaneria R, Dretzke J. Syst Rev. 2016 Apr 21;5:66.
  4. Anticholinergic effect on cognition (AEC) of drugs commonly used in older people. Bishara D, Harwood D, Sauer J, Taylor DM. Int J Geriatr Psychiatry. 2016 Jun 9. doi: 10.1002/gps.4507.